Literatura Estrangeira · Resenhas · Romance

Julieta, de Anne Fortier

“‘Dizem que morri.
Meu coração parou e eu não respirava – aos olhos do mundo, estava morta de verdade. Alguns dizem que durou três minutos, outros afirmam que foram quatro. Pessoalmente, começo a achar que a morte é, acima de tudo, uma questão de opinião.
Sendo Julieta, acho que eu devia ter percebido que isso ia acontecer. Mas queria muito acreditar que, dessa vez, não seria de novo a mesma velha tragédia lamentável. Dessa vez ficaríamos juntos para sempre, Romeu e eu, e nosso amor nunca mais seria interrompido por tenebrosos séculos de exílio e morte.
Mas não se pode tapear o Bardo. Assim, morri, como tinha que ser, quando minhas falas se esgotaram, e tornei a cair no poço da criação.
Ó alegre pena, eis tua folha.
Pronto, tinta, deixa-me começar.”’ (Prólogo)

Li este livro em 2011 e resolvi escrever sobre ele porque achei muito bom!

Quando eu o vi pela primeira vez numa estante de uma livraria, me apaixonei pela capa e foi ela que me deixou com vontade de lê-lo. É a capa mais bonita que eu já vi num livro!

Enfim, a história é muito interessante e foi muito bem pensada. É sobre uma moça, Julie Jacobs, que, depois que sua tia-avó morre (tia-avó que criou ela e sua irmã) descobre que seu nome verdadeiro é Giulietta Tolomei e que é descendente da famosa Julieta de Shakespeare, que teria vivido de verdade, assim, como também teriam existido Romeu e o romance dos dois, e que sua mãe lhe deixou um tesouro escondido em Siena, Itália, para onde ela vai em busca de respostas. Em Siena, Julie (Giulietta) acaba descobrindo mais do que esperava: além do tesouro escondido (que no começo ela não entende muito bem o que é), ela e sua família sofrem uma maldição, e, que, enquanto as famílias envolvidas na história de Romeu e Julieta não se redimirem de seus pecados e enquanto Julieta não se juntar a seu Romeu, a maldição será implacável.

Com inspirações da obra de Shakespeare e de informações sobre outras obras da mesma história, Anne Fortier criou uma história empolgante e muito legal, que nos dá a verdadeira impressão de que Romeu e Julieta viveram de verdade. A autora se baseia em dados históricos para dar verossimilhança à história e isso faz uma grande diferença e realmente dá a ideia de que é uma história real, uma história que poderia ter acontecido de verdade.

É uma ótima mistura de mistério, romance e aventura! Leia!

Anúncios

3 comentários em “Julieta, de Anne Fortier

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s